quarta-feira, 31 de março de 2010

Roteiro para um filme

     A história é sobre bruxas na ilha de Florianópolis (tema esse do folclore popular dos próprios moradores da ilha, que foi estudado a  fundo pelo pesquisador Franklin Cascaes) , e as bruxas autênticas da ilha - tudo começa quando uma personagem conhece um homem na internet, num momento de tédio, onde enfrenta uma crise existencial, ela vai dando espaço para um homem misteriosamente perturbado, um cineasta desconhecido que está rodando um filme sobre suicídio, ela vai entrando no mundo virtual desse sujeito que para ela nem sequer é interessante, mas a deixa curiosa, o ponto delicado da  personagem é que desde adolescência  sente-se uma bruxa solitária, pelas seus interesses e costumes de reverenciar e sentir-se integrada com a natureza, sua fé nos elementos universais, uma conexão de conversação com o universo, semelhante a um software, ela vê  aflorar repentinamente, uma força que ela  não sabe controlar, dominar ou contornar, então... Esse cineasta é um homem perigoso, que ousará invadir sua privacidade virtual e real. Obscecado para que a cena crucial do filme seja real.  Durante a trama a personagem aliada a uma amiga estranhamente próxima, e nova em sua vida, que havia se mudado há pouco, vai desbloqueando a parada criativa em que teve em suas pesquisas de pós-doutorado... A descoberta da magia Wicca e essa amiga, será fundamental para que a sua mente volte a fluir, e ela de segmento em suas pesquisas, beirando uma descoberta uma descoberta grandiosa na história da a sociedade, e concomitantemente irá confrontar o psicopata, que tem paranoias relacionadas a 'nova ordem mundial', e deseja a cena real em visões manicomiais, a única companhia que alcança o seu ser, o perigo está no ar. O poder da Deusa reinará na estória , a cidade reascenderá para uma velha cultura adormecida, que vibrará uma trama dinâmica, com ação e magia, a beleza da ilha e efeitos especiais, tecnologia de ponta. O roteiro está na mente, só falta escrever.

quarta-feira, 24 de março de 2010

Charles Bukowski

Charles Bukowski



"NÃO HÁ NADA A LAMENTAR SOBRE A MORTE,ASSIM COMO NÃO HÁ NADA A LAMENTAR SOBRE O CRESCIMENTO DE UMA FLOR. O QUE É TERRÍVEL NÃO É A MORTE, MAS AS VIDAS QUE AS PESSOAS LEVAM ATÉ A SUA MORTE"

domingo, 21 de março de 2010

SHE WILL BE LOVED _MAROON 5

segunda-feira, 15 de março de 2010

A GRANDE PROVA

 Sim, Deus existe
É pura energia
 É uma onda
 Uma perturbação
Que misteriosamente se propaga no tempo
 Se movimenta através do universo
 Além do espaço
 Transmitindo essa energia
Sem propagação de matéria
 É uma força livre
Que vem em ondas musicais
E silenciosas da mais pura energia
 Constante e móvel
Preenche espaços incalculáveis
 E tudo calcula

 Pris Reis

domingo, 14 de março de 2010

NADA MUITO

Muito amor turba a razão
 Muito repouso enfraquece 
 Muito barulho ensurdece
 Muita elegância é artificio
 Muita frieza é indolência 
 Muita economia é avareza
 Muita ação é turbulência
 Muitas honras escravizam 
 Muito rigor é crueldade 
 Muitos bens tornam-se um fardo
 Muito ardor é efemeridade
 Muita avidez é tolice 
 Muita bondade é fraqueza 
 Muita tolerância é baixeza
 Sem conserto.

Pris Reis

terça-feira, 2 de março de 2010

NÃO ME DEIXE SÓ


VANESSA DA MATA

(intro)  A6  Bm7

             A6
Não me deixe só
                       Bm7
Que eu tenho medo do escuro,
                 A6
Tenho medo do inseguro,
    Bm7
Dos fantasmas da minha voz.   (2x)

       F#m7
Não me deixe só,
  Bm7
Tenho desejos maiores,
   F#m7
Eu quero beijos intermináveis,
         Bm7
Até que os olhos mudem de cor...

             A6
Não me deixe só
                       Bm7
Que eu tenho medo do escuro,
                 A6
Tenho medo do inseguro,
    Bm7
Dos fantasmas da minha voz.

             F#m7
Não me deixe só,
                  Bm7
Que meu destino é raro,
                         F#m7
Eu não preciso que seja caro
                        Bm7
Quero gosto sincero de amor.

D7M    G7M
Fique mais,
              D7M        C7
Que eu gostei de ter você,
         D7M             G7M
Não vou mais querer ninguém,
           F#m            G7M
Agora que sei quem me faz bem.

       F#m
Não me deixe só,
                  Bm7
Que eu saio na capoeira,
                       F#m7
Sou perigosa sou macumbeira,
                       Bm7
Eu sou de paz eu sou do bem, mas...

             A6
Não me deixe só
                       Bm7
Que eu tenho medo do escuro,
                 A6
Tenho medo do inseguro,
    Bm7
Dos fantasmas da minha voz.

( A6 Bm7 A6 Bm7 ) (2x)
Ahhhh... ahhhhh

D7M    G7M
Fique mais,
              D7M        C7M
Que eu gostei de ter você,
         D7M             G7M
Não vou mais querer ninguém,
           F#m            G7M
Agora que sei quem me faz bem.

       F#m
Não me deixe só,
                  Bm7
Que eu saio na capoeira,
                       F#m7
Sou perigosa sou macumbeira,
                       Bm7
Eu sou de paz eu sou do bem, mas...

             A6
Não me deixe só
                       Bm7
Que eu tenho medo do escuro,
                 A6
Tenho medo do inseguro,
    Bm7
Dos fantasmas da minha voz.

( A6 Bm7 A6 Bm7 ) (6x)
Ahhhh... ahhhhh

segunda-feira, 1 de março de 2010

FOGO


CAPITAL INICIAL

(intro) Gm Bb Am

(dedilhado da intro)
   Gm       Bb        Am
E |--------------------------------------|
B |-----3--------3----------1-------1----|
G |---3---3----3---3------2---2---2---2--|
D |--------------------------------------|
A |----------1------1--0-------0-0------0|
E |-3------3-----------------------------|

Gm             Bb        Am                  Gm  Bb Am
Humm... Você é tão acostumada a sempre ter razão
Gm             Bb        Am                        Gm      Bb Am
Humm... Você é tão articulada quando fala não pede atenção

(daqui pra frente o dedilhado fica só assim)

E |------------------------------------|
B |-3-----3--3-----3--1-----1--1-----1-|
G |-3---3-3--3---3-3--2---2-2--2---2-2-|
D |---0--------0--------2--------2-----|
A |----------1-----1--0-----0--0-----0-|
E |-3-----3----------------------------|

    Gm     Bb        Am
O poder de dominar é tentador
          Gm    Bb   Am          Gm  Bb Am
Eu já não sinto nada sou todo torpor

      Gm    Bb                Am
É tão certo quanto o calor do fogo
      Gm    Bb                Am
É tão certo quanto o calor do fogo
       Gm              Bb         Am
Já não tenho escolha e participo do seu jogo
          Dm7
Participo do seu jogo

              C/D             Dm7
Não consigo dizer se é bom ou mau
              C/D           Bb
Assim como o ar me parece vital
                 C/Bb                 Bb
Onde quer que eu vá o que quer que eu faça

(nessa parte tem esse riff)
E |--------------|
B |-3-5-6--5-6-8-|
G |--------------|
D |--------------|
A |--------------|
E |--------------|

      Gm          Am    (Gm Bb Am)
Sem você não, tem graça

(solo)
E |-----------------------------------------------------------------|
B |---------------------------------------5-6-5-6--5-5--------------|
G |---------------------------------5-7----------------7-5---5h7-5~-|
D |---5-7-8-7---3---------------3-5---------------------------------|
A |-7-------------5-3~------3-5-------------------------------------|
E |-----------------------5-----------------------------------------|

 Gm           Bb          Am                   Gm  Bb Am
Humm... Você sempre surpreende e eu tento entender
 Gm           Bb          Am                        Gm       Bb Am
Humm... Você nunca se arrepende Você gosta e sente até prazer
         Gm    Bb           Am
Mas se você me perguntar eu digo sim
         Gm          Bb        Am           Gm  Bb Am
Eu continuo porque a chuva não cai só sobre mim

        Gm     Bb             Am
Vejo os outros todos estão tentando
        Gm    Bb                Am
E É tão certo quanto o calor do fogo
       Gm              Bb        Am
Já não tenho escolha e participo do seu jogo
          Dm7
Participo do seu jogo

              C/D             Dm7
Não consigo dizer se é bom ou mau
             C/D            Bb
Assim como o ar me parece vital
                 C/Bb                 Bb
Onde quer que eu vá o que quer que eu faça

E |--------------|
B |-3-5-6--5-6-8-|
G |--------------|
D |--------------|
A |--------------|
E |--------------|

     Gm         Am    (Gm Bb Am)
Sem você não, tem graça

(solo)
E |-8~--6-5-3---------------------------------------------6s8~~--6-5-3----3-5b-|
B |------------6-5~--3-5--(5b6)-6-5-3-----------3-5-6-5-----------------6------|
G |------------------------------------(5~~~~)---------------------------------|
D |----------------------------------------------------------------------------|
A |----------------------------------------------------------------------------|
E |----------------------------------------------------------------------------|

E |--------------------------------------------------------|
B |----------------------------------------------5-6-5-----|
G |-------------------------3-5s7-7-5--7s5---7~~-------7-5-|
D |-------3-5s7-3-------3-5--------------------------------|
A |---3-5---------5~--5------------------------------------|
E |-5------------------------------------------------------|

      Gm    Bb                Am
É tão certo quanto o calor do fogo
      Gm    Bb                Am
É tão certo quanto o calor do fogo
       Gm              Bb        Am
Já não tenho escolha e participo do seu jogo
          Gm        Bb  Am
Participo do seu jogo...

      Gm    Bb                Am
É tão certo quanto o calor do fogo
      Gm    Bb                Am
É tão certo quanto o calor do fogo
       Gm              Bb        Am
Já não tenho escolha e participo do seu jogo
          Gm         Bb  Am                 Dm
Participo do seu jogo...       do seu jogo